quinta-feira, 1 de julho de 2010

Ouvindo os vizinhos

Enquanto espero o dia passar,
Faço de tudo para não me irritar,
com as situaçoes corriqueiras de um dia inteiro,
Cães latindo por todo movimento
eles estão com fome, cade o proprietário
Aquele metido a machão; Não consegue sustentar nem a si próprio
E ainda assim berra e manda ficar quieto
O bichano chora, há não pode chorar
Senão vai apanhar denovo, e a garota que vive ao seu lado
Apanha na cara, calada, coitada,não ainda tem
coragem de sentir ciúmes de tal ser, não é amor é burrice
falta de amor próprio, também não ode opinar
pois tem que ir trabalhar, limpar uns banheiros para se sustentar
Há não pode chorar , senão vai apanhar denovo
E não volte para casa sem algo para o cidadão comer
Olha ....(palavras de baixo calão)não precisa voltar
Mas ela volta creio que a necessidade de ter um canto onde ficar.
Vai entender quem quizer, não vou me meter internet eles não vão ter.
IresOl

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente.